Pinturas

Descrição da pintura de Ivan Shishkin “No norte selvagem”

Descrição da pintura de Ivan Shishkin “No norte selvagem”


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A famosa obra “In the Wild North” de Shishkin foi criada em 1890 e é uma personificação artística do motivo da solidão, cantada por Lermontov na poética “Pine”. Tem alguma semelhança com a pintura romântica de Kuindzhi, com quem o autor naquela época mantinha relações amistosas.

No meio da escuridão fria, cercada por neve e gelo, em um pico nu e inacessível de falésias, ergue-se uma árvore orgulhosa e solitária. Todo o seu ambiente é um profundo desfiladeiro preto iluminado pela fria luz da lua e inúmeras extensões cobertas de neve.

Vemos como a natureza do norte cativou o artista completamente sobrenatural, como um conto de fadas, beleza e incrível coragem. Com a ajuda de uma rica gama de cores de tons e transições, o mestre conseguiu transmitir a sensação de frio silêncio e a opressão da solidão.

E neste reino gelado, à primeira vista, já não há nada vivo. Uma árvore solitária continua a viver, apesar da geada, ventos e neves.

O poderoso pinheiro congelou no esquecimento silencioso e na expectativa de tempos melhores. Quanto orgulho e dignidade nesta silhueta. Em seus galhos fortes, como uma túnica bordada com ouro nos ombros de um padre, espreitavam colinas de neve pesada. E um chapéu branco como a neve pousado em cima de sua cabeça. Ela praticamente tira nuvens de neve e se funde com elas em voo sobre um céu nublado. Ao redor reina uma sensação de dormência fria e silêncio sombrio.

Alguém se pergunta involuntariamente: o que uma árvore orgulhosa em uma rocha sonha durante esse período difícil? Talvez sobre uma alma próxima e afim, também exaltada em sua solidão? Infelizmente, nunca saberemos disso, mas há um sentimento de admiração pelo pinheiro, que não obedece a nenhuma adversidade. Provavelmente, este é um símbolo do orgulho e da dignidade humana, sem os quais uma pessoa não será capaz de subir ao topo, principalmente de não se apoiar nela.





Ivan Aivazovsky Distribuição Alimentar


Assista o vídeo: The Most Disturbing Painting (Pode 2022).